top of page
  • Foto do escritorDanae Bianco

Os melhores passeios para fazer Bonito em um feriado de 4 dias

Atualizado: 14 de mar.

Bonito é um dos meus destinos preferidos para ecoturismo no Brasil: tem uma estrutura de turismo super profissional - ou seja, perrengue você só passará se quiser - e o nome do local já é um baita spoiler do que você encontrará por lá. A natureza foi definitivamente generosa em Bonito.


Imagem subaquática, com peixes e tronco de árvore. Rio da Prata, Bonito, Mato Grosso do Sul

Aqui no blog você vai encontrar muita informação sobre Bonito, incluindo dicas gerais sobre quando ir, como chegar, como organizar os passeios - além da resposta à pergunta de milhão para quaisquer pais, "com que idade levar as crianças à Bonito", e muito mais.


Atenção: em Bonito todos os passeios são na zona rural, longes uns dos outros, devem ser realizados com guia e agendados com antencedência.


Neste post eu conto detalhes sobre cada passeio que fizemos em Bonito num feriado de 4 dias, que eu diria é o mínimo para aproveitar bem a região. Dá para curtir Bonito em 3 dias? Sim, claro! dias? Dá, se você se organizar bem e topar deixar alguns passeios maravilhosos de lado.


Fomos a Bonito no feriado de Carnaval - aliás, já aproveitei o carnaval para ir a Bonito em 2 ocasiões, uma antes das crianças nascerem e outra com as crianças já grandinhas. Apesar de não ser a época mais recomendada para ir a Bonito, em ambas as vezes peguei tempo muito bom e passeios lindíssimos.


Os passeios estão abaixo pela ordem que fizemos - é impossível, para mim, ranqueá-los em ordem de melhor para pior, TODOS são ótimos e, com exceção de um único (leia para entender), eu os faria novamente.


 

Outros posts sobre viagens pelo Brasil


 

Roteiro resumido do que fazer em Bonito em 4 dias:



Dia 2: Gruta do Lago Azul & Eco Park Porto da Ilha com passeio de bote no Rio Formoso




Essa ordem dos dias pode ser alterada como ficar melhor para você.


Moça em roupa de neoprene, em escada de madeira que leva ao Rio da Prata, rio de águas cristalinas em que é possível observar os peixes. Bonito, Mato Grosso do Sul
Rio da Prata - de fora d'água já é possível ver o peixes


1 - Flutuação no Rio da Prata (Recanto Ecológico Rio da Prata)


Se eu tivesse que escolher um único passeio para fazer em Bonito, eu faria esse. É um dos mais caros, mas acredite, vale a grana.


Imagine flutuar por um rio de águas cristalinas, bem calmo, rodeado por muitos peixes, água fresquinha, cercado por uma linda mata do cerrado, só curtindo sem se preocupar com nada pois ao terminar o passeio haverá um almoço caseiro delicioso te esperando e o melhor doce de leite que você pode imaginar. Sem falar na excelente estrutura do local, guias competentes e atenciosos, preocupação com a sustentabilidade, sem nenhuma muvuca.


Um dos passeios de ecoturismo mais incríveis que tem no Brasil, na minha modesta opinião.


Chegamos na sede da fazenda e nosso guia logo nos chamou para as orientações gerais e nos auxiliou a colocar a roupa de neoprene (incluindo sapatilhas, tudo fornecido pelo passeio e incluso no valor pago). Após uma pequena visita à horta do local, fomos em um caminhão adaptado ao início da trilha.




Ali começou o passeio, com uma caminhada tranquila e plana de cerca de 30 minutos pela mata ciliar, com uma parada num lugar lindo para apreciar a paisagem e tirar fotos.


Chegamos na nascente do Rio Olho D’água, uma enorme piscina natural de águas cristalinas onde é possível ver a água brotando do solo. Hora de colocar a máscara e snorkel e flutuar rio abaixo neste imenso aquário natural de águas límpidas em meio a peixes e plantas subaquáticas por cerca de 2 km, um verdadeiro espetáculo.


Depois de cerca de 3/4 da etapa da flutuação, o rio Olho D'água se junta ao Rio da Prata - se quiser, a partir daí você pode seguir em um barco, mas óbvio que nós continuamos flutuando. A água do Rio da Prata é mais fria que a do Rio Olho D'água, o rio mais profundo e com visibilidade menor, mas mesmo assim vale a pena continuar flutuando.


No fim do passeio há um deck em que dá para dar aquele pulão no rio, e dali o caminhão recolheu nosso grupo e nos levou de volta à sede da fazenda. Fizemos o passeio + almoço em cerca de 5 horas.




2 - Buraco das Araras


O Buraco das Araras é, na minha opinião, um dos passeios mais fascinantes de Bonito.


É também um dos mais fáceis em termos de habilidade física: a trilha para chegar ao buraco é absolutamente plana e bem cuidada, e o trajeto total tem menos de 1 km.


Essa trilha te leva à beira de um verdadeiro buracão no solo, com 500m de diâmetro e 127 m de profundidade.


Tecnicamente chamado dolina, o buraco é resultado do desmoronamento do solo calcário e forma um habitat ideal para as araras, que ali encontram a proteção necessária para seus ninhos.


No local vivem cerca de 60 casais de araras vermelhas. Nosso guia nos contou que, a um certo momento, três araras Canindé chegaram ao buraco, duas logo se foram, porém uma ali permaneceu, formando casal com uma arara vermelha (araras vermelhas - Ara chloropterus - e araras canindé - Ara ararauna- são espécies diferentes). Em outros locais (como no Parque das Aves, em Foz do Iguaçu) já se observou a formação desses casais, com reprodução, gerando araras de coloração alaranjada, porém ainda não há muita informação sobre essas araras híbridas.




No fundo do buraco há um ecossistema bastante peculiar. Lá habita um jacaré de papo amarelo, uma sucuri e uma macaca bugio, além de outros pequenos animais. Os carnívoros alimentam-se de animais que caem no buraco e aves que ousam voar mais baixo, já a macaca está ali de boa, às vezes sobe pelas árvores e consegue sair do local, mas acaba sempre retornando.


Nosso guia também contou sobre a história do buraco, achei curiosíssima. O buraco foi oficialmente "descoberto" em 1912 e por muito tempo foi usado como depósito de lixo e de desova de corpos. Na década de 70, a primeira expedição militar desceu ao fundo de rapel e dali retirou 3 toneladas de lixo e restos de 23 ossadas humanas. Há a carcaça de uma Brasília embaixo das árvores e estima-se que existam corpos da guerra do Paraguai e fósseis da última era do gelo.


Hoje o Buraco das Araras é uma RPPN - Reserva Particular do Patrimônio Natural, protegida e somente visitada com guias locais.


O passeio completo leva cerca de 1h30 e, assim como nós, recomendo que você faça no mesmo dia do Rio da Prata, pela proximidade dos dois locais.




3 - Gruta do Lago Azul


A Gruta do Lago Azul é o cartão-postal de Bonito. Imperdível.


É um passeio contemplativo, que tem início com uma caminhada suave até a entrada da caverna, seguido por uma descida de aproximadamente 200m por uma escadaria encrustada entre o barranco e as pedras.


Ao descer a escada, o que parece ser uma gruta ordinária com um lago escuro sem graça no fundo vai se descortinando como uma das imagens mais icônicas do Brasil. Não tem como ficar indiferente ao azul turquesa degradê do lago, emoldurado pelas formações rochosas esculpidas pela água ao longo de milhares de anos, formando diversos espeleomas (estalactites, estalagmites, cortinas, colunas etc.)



Nosso guia explicou que a água do lago é transparente, os tons de azul são resultado da incidência do sol, mas que mesmo em dias nublados (como o que nós fomos) é possível ver a tonalidade azul linda, e não há um horário específico que seja melhor ou pior. Qualquer dia e horário que você for o espetáculo estará lá para ser apreciado.


A gruta tem 40 m de diâmetro na abertura e o lago tem 90 metros de profundidade. É o habitat de uma espécie de crustáceo albino e cego de cerca de 9mm de comprimento e abriga fósseis de animais da última era de gelo (período Pleistoceno, entre 1,8 milhões e 11 mil anos atrás), como a preguiça-gigante e o tigre dente-de-sabre.




Que tal já pesquisar sua hospedagem em Bonito? Nós ficamos na Pousada Olho d'Água e amamos - confira a tarifa atualizada no box





4 - Ecopark Porto da Ilha e passeio de bote no Rio Formoso


Quando eu estive pela primeira vez em Bonito, no início do século XX (sim, faz tempo😅) nesse local havia tão somente o passeio de bote e um pequeno restaurante. Hoje o Ecopark Porto da Ilha é um complexo com diversas atividades: tem bóia-cross, duck, stand-up, piscina natural com cachoeira e deck, e uma estrutura de restaurante, bar, vestiários e tudo mais.


O passeio de bote que nós fizemos é o principal atrativo do local. São cerca de 10 botes, com 12 pessoas em cada, que descem 5 km pelo Rio Formoso, passando por 3 pequenas cachoeiras e 1 corredeira. É um passeio contemplativo-divertido, e a diversão é justamente a farra que a galera faz jogando água de um bote em outro. É um passeio para todas as idades. Vimos uma sucuri a poucos metros do bote.


Não é permitido levar celular no passeio, nem máquinas fotográficas, e GoPro somente no suporte peitoral ou de cabeça. Há fotógrafos ao longo do percurso e você pode comprar as fotos ao final, porém não achamos que valia a pena.


Apesar de ter sido um dos passeios que as crianças mais gostaram, não o considero imperdível (mas mesmo assim eu fiz esse passeio nas duas ocasiões em que estive a Bonito). O local, apesar da boa estrutura, destoava um pouco dos demais que fomos, pelo excesso de pessoas e certa confusão na hora de organizar o passeio - o que é até compreensível pois são cerca de 120 pessoas que partem juntas.




5 - Grutas de São Miguel


A Gruta de São Miguel é uma gruta seca com formações geológicas lindíssimas: estalactites, estalagmites, colunas, travertinos, coraloides, e uma iluminação que destaca a beleza do local. Você se sente caminhando por um mundo de fantasia.


Achei um passeio super agradável e tranquilo, que começou com uma caminhada de 200 metros por pontes suspensas na mata do cerrado, e continuou por uma trilha fácil e plana por mais alguns metros. Nossa guia fez parada para espiarmos a gruta pelo lado de fora, por uma entrada não aberta à visitação, e em seguida caminhamos até sua entrada principal.





Após descer alguns degraus, foram 160 metros caminhando pela gruta, ao meio das mais lindas formações geológicas, com direito a muitas fotos. Na saída, avistamos alguns morcegos que vivem na gruta.


As crianças, por incrível que pareça, gostaram mais da Gruta de São Miguel do que da Gruta do Lago Azul, pois nesta é possível caminhar pelas formações (logicamente respeitando os caminhos determinados e não encostando em nada).





6 - Flutuação na Nascente do Rio Sucuri


O Rio Sucuri é considerado um dos rios de águas mais cristalinas no mundo e já foi cenário de novelas e diversos programas de TV. Chegando lá você vai perceber que toda essa reputação não é à toa.


O passeio segue o mesmo esquema da flutuação no Rio da Prata: depois de colocar a roupa de neoprene e pegar máscara e snorkel, um 4x4 te nos levou ao início de uma trilha fácil de cerca de 500m, pela mata ciliar, e paramos em alguns pontos lindíssimos para fotos.


Foram 1800m flutuando pelas águas cristalinas do Rio Sucuri, sempre cercado de muitos, muitos peixes, e com uma flora subaquática impressionantemente linda. Sem falar nos macacos-prego que vimos brincando nas árvores que margeiam o rio, e em duas lontras que avistei quase ao final do passeio.


O passeio conta com um barco de apoio durante todo percurso, mas é nem preciso dizer que nós deixamos nos levar pela correnteza e fomos flutuando até o último centímetro permitido.


Se você for fazer só uma flutuação, eu teria muita dificuldade em dizer qual escolher, entre o Rio Sucuri e o Rio da Prata. Ambas são incríveis; no Rio da Prata avistamos maior variedade de peixes, mais nascentes e adoramos o ponto para mergulho ao final do trajeto, mas o Rio Sucuri ganhou meu coração pela beleza da vegetação e água absurdamente cristalina.


No local há um restaurante (salvo engano a la carte - não comemos lá pois fizemos o passeio a tarde e tínhamos almoçado na cidade).





7 - Boca da Onça Ecotur


O Boca da Onça Ecotour é um complexo com diversas atividades, principalmente trilhas e rapel.


Fizemos a Trilha Adventure, que consiste em uma caminhada de 4km ao longo de floresta preservada passando por dez cachoeiras e cinco piscinas naturais onde é possível nadar - a Cachoeira do Buraco do Macaco é incrível, recomendo usar o colete salva-vidas disponível ali mesmo, para curtir o banho de cachoeira sem stress.


A trilha termina na Cachoeira Boca da Onça, a mais alta do Mato Grosso do Sul (156 metros) e destaque do passeio, verdadeiramente espetacular! Aproveite para tomar aquele banho refrescante no seu poço, pois na sequência 886 degraus (sim, oitocentos e oitenta e seis degraus) te levarão ao alto do paredão, onde há a plataforma de rapel e vistas lindas do vale, e depois ao caminhão de retorno ao centro de visitantes.


Quem não quiser encarar os 886 degraus pode sair na metade do trajeto e pegar o caminhão, mas vai perder as duas últimas cachoeiras. Mesmo com o joelho ruim, eu encarei a escada e digo, não me arrependo.


No centro de visitantes é servido um delicioso café da manhã e almoço (estava incluído no nosso passeio).


Fizemos esse passeio no nosso último dia pela manhã. Saímos da Pousada Olho d'Água as 7am, fizemos o passeio na Boca da Onça e de lá fomos direto a Campo Grande, onde pernoitamos no Aeroporto Plaza Hotel - um hotel bem simples e justo, que fica exatamente em frente ao aeroporto de Campo Grande, perfeito para quem, como nós, só precisa um lugar limpo e confortável para dormir em Campo Grande e pegar o voo no dia seguinte cedo.



Aproveite para já pesquisar as acomodações disponíveis em Bonito:



Ainda não garantiu seu seguro viagem? Clique aqui e já faça sua cotação.


Outros passeios em Bonito


Bonito tem mais de 90 passeios abertos à visitação, e mesmo que você tenha mais tempo não conseguirá fazer todos. Por recomendação de amigos e conversando com outras pessoas nos passeios, fiz essa lista com o que nós pretendemos fazer nas próximas vezes que formos a Bonito:


Abismo Anhumas: Dizem ser o passeio mais espetacular de Bonito. Não fomos dessa vez pois achei que as crianças (com 11 e 12 anos) não teriam capacidade física, mas me enganei - uma amiga da minha filha foi e amou!


Cânions do Rio Salobra - Eco Serrana Park: Por falta de informação a respeito, não inclui esse passeio no roteiro, porém chegando lá percebemos que deve ser sensacional.


Lagoa Misteriosa: uma dolina preenchida por água, com flutuação e vistas incríveis, abre para visitação de abril a outubro pois no restante do ano as condições de visibilidade não são boas.


Rio do Peixe: caminhada pela mata com cachoeiras e piscinas naturais, ótimo para todas as idades.


Outras flutuações mais curtas são a Nascente Azul e o Aquário Natural (ambos contam com outras atrações no local).


Além disso diversos balneários na região (o Eco Park Porto da Ilha é considerado um deles), como o Nascente Azul, Jardim Ecopark, Praia da Figueira, Refúgio da Barra, Estrela do Formoso e outros, todos eles com atrações para todas as idades. O Bio Park é um abrigo de fauna silvestre e santuário para animais resgatados que não podem ser reintroduzidos à natureza.


Vista ao final da trilha Adventura Boca da Onça, vale com rio ao fundo
Vista ao final da trilha Boca da Onça


Onde se hospedar em Bonito


Ficamos hospedados na Pousada Olho d'água, que recomendo de olhos fechados, uma das pousadas mais charmosas de Bonito, com atendimento excelente e café da manhã delicioso, aproveite para conferir disponibilidade e preços:





Mapa das atrações


Clique no mapa abaixo para visualizar todos os passeios que fizemos e as hospedagens e restaurantes que recomendamos.



Como usar esse mapa: Basta clicar na aba localizada no canto superior esquerdo do mapa para acessar várias camadas, incluindo pontos de interesse e rotas. Você pode escolher quais camadas visualizar selecionando-as no check-box correspondente. Para obter detalhes adicionais sobre pontos de interesse específicos, clique nos ícones correspondentes no mapa.


Para salvar este mapa em sua conta do Google Maps, clique no ícone de estrela próximo ao título do mapa. Para acessá-lo no seu telefone ou computador, abra o Google Maps, toque no botão de menu, vá para "Meus Lugares", selecione "Mapas" e você encontrará este mapa listado entre os seus mapas salvos.


Nesse post explico como usar o Google MyMaps para planejar uma viagem, é um recurso muito bom, vale a pena conhecer!


Ainda não garantiu seu seguro viagem? Clique aqui e já faça sua cotação.


Outros posts sobre viagens pelo Brasil



Antes de ir embora, salve esse pin na sua conta do PINTEREST, assim você vai encontrar esse post com o roteiro do que fazer num feriado de 4 dias em Bonito, Mato Grosso do Sul sempre que precisar!



pin para pinterest. Fotos de Bonito, MS, mostrando araras, mergulhação e deck sobre Rio da Prata. Está escrito "o que fazer em 4 dias em Bonito, M.S." www.danae-explore.com


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page