top of page
  • Foto do escritorDanae Bianco

Onde ficar em Tóquio - as melhores regiões para se hospedar na sua primeira viagem no Japão

Atualizado: 1 de fev.

Vamos ser francos: decidir o melhor lugar para se hospedar na maior metrópole do planeta é tarefa para deixar perdido até o mais experiente viajante!


Mas sorte sua ter chegado até aqui, vou te ajudar nessa missão hercúlea - depois de pegar as dicas, me conta como foi sua estadia em Tóquio, aqui nos comentários ou lá no Instagram @danae_explore !


Onde ficar em Tóquio, Japão. Foto mostra vista de Tóquio no Shibuya Sky
Shibuya Sky

Passamos praticamente um mês na terra do sol nascente - aqui tem o post com nosso roteiro de 4 semanas no Japão e no qual você encontra dicas de hospedagem para todas as cidades que visitamos.


Ficamos 9 noites em Tóquio! Tivemos muito tempo para rodar e conhecer a cidade, inclusive passamos por todas as regiões que eu indico para se hospedar.


A seleção dos lugares para se hospedar foi fruto de trabalho conjunto: além de revirar a blogsfera atrás de recomendações confiáveis, de gente como a gente que realmente foi para Tóquio, contamos com a ajuda de um amigo brasileiro que mora há mais de dez anos por lá, fomos na Japan House em São Paulo e conversamos com o pessoal da JNTO (o serviço de informações turísticas oferecido pela Japan National Tourism Organization, órgão oficial do governo japonês e que está todos os fins de semana por lá, totalmente grátis) e com o apoio de uma agente de viagens de nossa extrema confiança, a Newland Viagens, que ao final operacionalizou as reservas.


Então pegue papel e caneta, ou prepare os favoritos no seu browser, pois tem muita sugestão legal para você escolhe onde ficar em Tóquio!

 

Outros posts sobre o Japão:

 

Conhecendo Tóquio


Antes de decidir onde ficar, principalmente quando se tratam de megalópoles como essa, gosto de ter uma ideia geral de como a cidade está organizada e onde ficam as principais atrações que pretendo conhecer - sugiro que você faça o mesmo, entre no Google Maps e dê uma olhada no mapa geral de Tóquio, ou veja nosso mapa da viagem ao Japão que tem tudo que fizemos já marcado e organizado.


Além disso, é importante saber como você vai se locomover de um ponto a outro. Em Toquio é de metrô e trem. Esqueça o carro e o taxi; a forma mais rápida, econômica e fácil de chegar em qualquer lugar é pelos trilhos - sem falar na boa e velha sola de sapato para distâncias menores.


Então, um ponto relevante na escolha da hospedagem é estar perto de uma estação de metrô, de preferencia daquelas em que várias linhas se conectam.


Mapa do metrô de Tóquio - Tokyo subway lines

Dá só uma olhada no mapa do Tokyo Subway, parece doidera de tanta linha emaranhada, mas com o Google Maps você verá que é capaz de vencer e andar de metrô como um local! O Google Maps traça a rota e te fala certinho qual estação, trem e vagão pegar, como fazer a conexão, onde sair, quanto pagar, quanto tempo leva, se está cheio ou vazio. Enfim, o Google Maps faz o trabalho pesado e tudo que você tem que fazer é seguir as instruções.


Além das linhas operadas pelo metrô, há as linhas de trem, operadas pela JR, bem como algumas linhas privadas. Mas não se preocupe, todas elas estão mapeadas e integradas ao Google Maps.

Mapa das linhas de trem JR em Tóquio
JRP_tokyo_metro
.pdf
Fazer download de PDF • 365KB

Uma dica usual é se hospedar próximo a uma estação da Yamanote Line, a linha circular operada pela JR (em verde claro no mapa acima). Mas não é um requisito indispensável - por exemplo, nós ficamos bem longe da Yamanote Line e não foi problema algum.


tickets de viagens ilimitadas pelo metrô de Tóquio

Por outro lado, se você ficar perto de uma linha da Tokyo Subway, você poderá usar os tickets de viagens ilimitadas no metrô, vendidos nos guichês das principais estações e que valem por 24, 48 ou 72 duas horas (¥800, ¥1.200 e ¥1.500 por adulto, em 2023), mas esses tickets não abrangem a Yamanote Line, nem nenhuma outra linha da JR ou de empresas privadas.



Porém... se você já tiver ativado seu JR Pass, ele é válido nas linhas da JR que cruzam Tóquio, inclusive a Yamanote Line - só não vale a pena ativar o JR Pass para usar nos seus dias em Tóquio, é mais negócio deixar para ativá-lo somente quando for fazer uma viagem mais longa.



Onde ficar em Tóquio


Atenção: as acomodações no Japão são normalmente bem pequenas! Muito pequenas. Minúsculas, eu diria. Especialmente em Tóquio. E, considerando a metragem que oferecem, são caras.


Mesmo assim, com uma boa pesquisa e um pouco de flexibilidade, é possível conseguir hospedagens com preços razoáveis, e há diversos hostels pela cidade.


Aqui apresento as opções que selecionei quando pesquisei onde poderíamos ficar na cidade, a maioria delas são hotéis mid-range, ou seja, hotéis confortáveis com um bom custo benefício.


Se dinheiro não fosse uma preocupação, minha opção seria o Park Hyatt, o hotel do filme Lost in Translation (Encontros e Desencontros). Mas como somo pessoas comuns, com boletos a pagar e uma infinita lista de desejos de viagem a realizar, temos que encarar a realidade e fazer nossos suados dólares renderem diversas noites de hospedagem 😉

TOKYO STATION



A região da Tokyo Station é dominada por prédios de escritório e conjuntos empresariais, mas é uma ótima opção pois você estará próximo da maior estação de trem e metrô da cidade (quiçá do mundo!) e todos seus problemas de locomoção estarão resolvidos 😉 Dentro da estação tem inúmeras lojinhas e restaurantes, o que acaba facilitando muito a vida do viajante.


- Hotel Metropolitan Tokyo Marunouchi - com conexão direta à Tokyo Station e a 5 minutos a pé do Palácio Imperial; os quartos parecem ser um pouco maior que o padrão da cidade.


- Mitsui Garden Hotel Otemachi - a uma curta caminhada da Tokyo Station, aparenta ter um ótimo custo benefício.


GINZA



Ginza é um dos bairros mais legais de Tóquio, onde você encontra todas as lojas das top grifes internacionais e restaurantes bacanérrimos. Mas também tem as onipresentes lojinhas de conveniência em todo quarteirão e pequenos restaurantes familiares escondidos nos becos e subsolos, além de ser muito bem servida por diversas linhas de metrô. Foi onde escolhemos ficar!


- Tokyu Stay Ginza - foi nossa opção para as 9 noites que ficamos em Tóquio. Localização perfeita, praticamente em frente de uma estação de metrô que, pelos subterrâneos, se conectava com outras três estações, num total de 4 linhas a nossa disposição. Quartos tinham tamanho razoável para os padrões japoneses (ou seja, minúsculos se comparados aos padrões americanos), camas ótimas, tudo limpo e bem cuidado. E além disso os quartos têm sua própria máquina de lavar roupa, o sonho de qualquer pessoa que viaja leve!


- The b Ginza - outra ótima opção na região de Ginza, próximo à estação de Shimbashi (servida pela Yamanote Line e por duas linhas do metrô), com a opção de quárto quádruplo, algo difícil de encontrar em Tóquio.


- Park Hotel Tokyo - com quartos que parecem ter um tamanho bastante razoável e vistas da cidade, é uma outra ótima opção na região de Ginza, próximo às estações Shiodome e Shimbashi.


SHIBUYA



Shibuya é das mais agitadas regiões da cidade e onde se situa a famosa esquina dita a mais movimentada do mundo, por ali há de tudo, prédios de escritório no melhor estilo futurista, becos e ruelas com izakayas tradicionais, comércio de todo tipo e estilo, restaurantes e bares, além de uma das maiores estações de trem e metrô da cidade.


Teria sido nossa escolha para ficar, porém na época achamos que o custo-benefício do hotel que escolhemos em Ginza estava bem melhor que o das opções nessa região - mas pode ter sido algo momentâneo, então é sempre bom pesquisar.


- JR-East Hotel Mets Shibuya - a cerca de 800 metros do famoso cruzamento de Shibuya e bem perto da estação de mesmo nome, uma opção com um dos melhores custo-benefício da região.


- All Day Place Shibuya, o quarto compacto, que realmente faz jus ao nome de tão pequeno que parece ser, é outra opção com valor razoável na região.


SHINJUKU



Também uma região super movimentada, com uma estação gigantesca e super bem servida por linhas de metrô e trem - e a única onde nos perdemos 😂 - Shinjuku é queridinha por muitos, especialmente pela boa relação custo-benefício das opções de hospedagem por lá.


Ali perto fica o Kabukicho - o equivalente japonês a um "red light district", que como qualquer outra região desse tipo tem seus pontos bons e ruins. Andamos por lá somente durante o dia e foi absolutamente tranquilo, como em qualquer outra parte da cidade, mas não voltamos a noite (uma pena!). Ali perto fica a Golden Gai, uma área muito famosa por concentrar dezenas de izakayas (minúsculos bares tradicionais).


- APA Hotel Shinjuku Gyoemmae - outro hotel com quartos absolutamente compactos, mas com um ótimo custo e fora da região do Kabukicho.


- Tokyu Stay Shinjuku - da mesma rede Tokyu Stay em que ficamos, me pareceu ser equivalente em quesito de estrutura e conforto (além de alguns quartos contarem com a salvadora máquina de lavar roupa!), e aparentemente com um valor mais amigável ao bolso que o de Ginza.


- Hotel Groove Shinjuku, a ParkRoyal Hotel - ótima opção caso você queira quartos com aquela vista instagramável da cidade e fácil acesso à estação de metrô e trem.


AKIHABARA



Área dos aficcionados por mangás, cosplay, games e cultura geek em geral, Akihabara conta com uma excelente cobertura pelas linhas de trem e metrô e hospedagens com ótimo custo-benefício, fora que com letreiros neons para todos os lados você vai se sentir realmente hospedado em Tokyo.


- The B Ochanomizu - em Akihabara mas numa localização com fácil acesso a pé ao Palácio Imperial, tem quartos de um tamanho bem razoável (para os padrões japoneses, claro) a um excelente custo benefício.


- The Tourist Hotel & Cafe Akihabara - hotel com estilo clean e moderno, tem quartos para 4 e 5 pessoas, o que foi difícil achar em Tokyo, a custo palatável.


- Best Western Hotel Fino Tokyo Akihabara - outra opção com bom custo benefício, dentro dos padrões da rede internacional.


ROPPONGI



Única área dentre todas as que indiquei que não chegamos a conhecer a fundo - passamos apenas rapidamente por Roppongi numa tarde, mas nos foi muito recomendada, sendo um bairro com perfil mais contemporâneo.


- Roppongi Hotel S - alguns dos maiores quartos que encontrei na minha pesquisa, mas obviamente os preços acompanham a quantidade de m2 oferecida. Se é espaço que você procura, pode ser uma ótima alternativa.


- Sotetsu Fresa Inn Tokyo Roppongi - quartos pequenos com excelente custo-benefício, bem próximo à estação Roppongi do metrô.


- Remm Roppongi - mais um hotel com quartos compactos e ótimo custo benefício, alguns quartos com vista da cidade e cadeira de masagem!


Em qualquer uma dessas regiões você certamente estará bem localizado, com acesso fácil a trem, metrô e as princiapis atrações da cidade, e poderá aproveitar todas as dicas da Lu sobre o que fazer em 5 dias em Tóquio.


Aproveite e me conte onde você ficou, se aproveitou essas dicas ou descobriu algum outro lugar bacana para eu incluir aqui e ajudar outros viajantes!



Curtiu essas dicas? Então segue a gente:

Instagram @danae_explore

Pinterest @danaeexplore


Outros posts sobre o Japão:


E aqui mais sobre outros destinos na Ásia:



ANTES DE IR EMBORA, SALVE ESSE PIN NA SUA CONTA DO PINTEREST para ficar fácil encontrar os melhores lugares para ficar em Tóquio sempre que você precisar!


Onde se hospedar em Tokyo - pin it! www.danae-explore.com

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page